“A inclusão de obras de arte nos prédios projetados por Oscar Niemeyer foi uma constante em sua trajetória profissional. Ao compreender que ‘a beleza também é uma função’, o arquiteto definia a integração das artes como um fator fundamental para provocar a surpresa e o encantamento que somente as verdadeiras obras de arte conseguem provocar.”

Exposição Oscar Niemeyer – Territórios da Criação, Instituto Tomie Ohtake, maio 2019

Há uma grande distância entre a comunicação sem vida e a comunicação cuidadosamente personalizada, que delineia com assertividade e riqueza aquilo que se deseja transmitir.

Texto e linguagem visual podem se unir numa experiência inspiradora e se aproximar de uma peça de arte.

Nas mais diferentes áreas de trabalho, a beleza pode ser promotora de acolhimento e pertencimento.

O inglês Roger Scruton sugere: “A experiência da beleza nos orienta neste segundo caminho: ela nos revela que estamos à vontade no mundo, que o mundo está ordenado em nossas percepções como um lugar adequado à vida de seres como nós.”

A beleza e a comunicação têm um elo comum: a capacidade de convidar e agregar.

Curtiu? Compartilhe!

Autor

somapalavraeforma_pegkf0

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Marked fields are required.